Michael Doublott

Auto - Retrato da paixão

Publicado Por Michael Doublott As quinta-feira, abril 22, 2010

A paixão faz a pessoa para de comer, dormir, trabalhar, estar em paz. Muita gente fica assustada porque quando aparece, derruba todas as coisas velhas que encontra. Ninguem quer desorganizar seu mundo. Por isso , muita gente consegue controlar esta ameaça, e é capaz de manter de pé uma casa ou uma estrutura que já está podre. São esses os engenheiros das coisas superadas.
Outras pessoas pensam exatamente o contrário: entregam-se sem pensar, esperando encontrar na paixão as soluções para todos os seus problemas. Colocam na outra pessoa toda a responsabilidade por sua felicidade e toda a culpa por sua possível infelicidade. Estão sempre eufóricas porque algo maravilhoso aconteceu, ou deprimidas porque algo que não esperavam terminou destruindo tudo.
Afastar-se da paixão, ou entregar-se cegamente a ela - qual destas duas atitudes é a menos destruidora?
Não Sei.

2 comentários:

Luigi Lopes disse... @ 22 de abril de 2010 15:25

Acho que o equilíbrio é sempre o melhor!!!!

Anônimo disse... @ 23 de abril de 2010 16:10

Acho que a intensidade é o melhor.

Postar um comentário